Ética e Inclusão

O modelo social na abordagem às diferenças está relacionado com o “desenvolvimento inclusivo e a ética da diversidade, que combate a homogeneidade e privilegia ambientes heterogéneos, celebrando toda e qualquer diferença entre pessoas. Cada um, da forma como é, contribui com sua experiência e seus recursos, em benefício de todos”. Do ponto de vista da…

Horizonte 21 – Novas linhas de investigação em Trissomia 21

Por Professora Sónia Frota, Lisbon Baby Lab (CLUL/FLUL) – Universidade de Lisboa Investigação sobre o desenvolvimento da linguagem nas suas fases iniciais tem mostrado a relevância da identificação de sinais precoces capazes de prever o desenvolvimento da linguagem e comunicação em fases subsequentes. Ao longo do primeiro ano de vida, as capacidades perceptivas do bebé desempenham um…

Na Rota da Inclusão

O artigo 27º da Convenção sobre os direitos das pessoas com deficiência reconhece o direito à oportunidade de trabalho, sem restrições no recrutamento, contratação ou condições laborais. Contudo, esta não é ainda uma realidade comum na nossa sociedade, apesar de ser o verdadeiro meio de participação social de qualquer cidadão na idade adulta. Notícias de…

Perguntas e Respostas

É possível formular-se o diagnóstico de Dislexia a um menino com 5 anos de idade? A Dislexia é uma perturbação do desenvolvimento que se define por dificuldade na aprendizagem da leitura devida a uma alteração no processamento fonológico. Esta dificuldade pode manifestar-se de várias formas desde a mais grave, com total incapacidade em ler, até…

Síndrome de Angelman

Introdução Em 1965 Harry Angelman, um pediatra inglês, descreveu um grupo de três crianças com grave perturbação do desenvolvimento intelectual (PDI), ausência de linguagem, crises de riso inesperadas e uma marcha particular com base alargada, braços levantados, flectidos e movimentos sincopados, que, por estas características, designou de “Puppet Children”, correspondendo à primeira referência de casos…

Carta de Agradecimento de uma Mãe

“Há um ano entrei nesta sala presa a teorias pré-concebidas de quem não sabia escutar o interior do meu filho. Entrei nesta sala à procura de certezas com a convicção de que existia alguém capaz de o escutar e de caminhar com ele. Existia sim! A Terapeuta foi a primeira a dar-lhe a mão e…

Comentários em Cartas de Rejeição de Editores

O DEUS DAS MOSCAS – William Golding (1954) “Não nos parece que tenha sido totalmente sucedido a trabalhar uma ideia que admitimos poder ser promissora”. UMA CONSPIRAÇÃO DE ESTÚPIDOS – John Kennedy Toole (1980) “Obsessivamente estúpido e grotesco”. O RETRATO DE DORIAN GRAY – Oscar Wilde (1891) “Contém elementos desagradáveis” Por        …